ITAPEMIRIMMEIO AMBIENTE

Vinte e oito animais silvestres foram resgatados em áreas urbanas e devolvidos à natureza em Itapemirim

São espécies como gambás, em sua maioria, mas há também seriemas e corujas encontrados em áreas comerciais.

É cada vez mais frequente a presença de animais silvestres em áreas urbanas de Itapemirim. Em função disso, os técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente já recolheram 28 animais, somente no mês de outubro, sendo a maioria deles gambás, mas também corujas e seriemas. Depois de resgatados, os animais são devolvidos à natureza.

Após verificar as condições dos animais, os técnicos os devolvem para o habitat natural deles em áreas preservados do município. Já àqueles que apresentam alguma debilidade ou precisam de cuidados extras, como os filhotes, por exemplo, são encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres, no município da Serra, na Região Metropolitana da Grande Vitória.

Na última sexta-feira (22), três filhotes de gambás foram encaminhados ao órgão para os cuidados necessários, pois foram encontrados sem a mãe. Os outros animais, entre eles corujas e seriemas foram devolvidos à natureza.

“Esses animais resgatados e reabilitados podem continuar a contribuir para todo um ciclo ambiental, uma vez que as áreas urbanas não são o seu habitat natural”, observou o secretário de Municipal de Meio Ambiente, Jean Paz Roza.

A presença da espécie conhecida como gambá-de-orelha-preta, como as que têm sido encontradas em Itapemirim, é comum em florestas do Brasil e em países da América do Sul e Central. De cor acinzentada, o animal tem focinho pontudo, pelagem rala, nariz rosado e olhos pretos e brilhantes.

Compartilhe!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios