MARATAÍZES

Prefeitura faz balanço das operações durante o carnaval

A prefeitura de Marataízes realizou uma força-tarefa que contou com a Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Fiscalização e Posturas para conter aglomerações, notificar e multar estabelecimentos comerciais que não respeitaram os decretos do município e do Estado.


Durante o período de carnaval, 13 a 17 de fevereiro, a “Operação Salva Mar” chegou ao total de 3.095 (três mil e noventa e cinco) nesse período. Entre os quais: 1.428 prevenções, que é orientar o banhista sobre o risco que ele pode estar correndo em certa área do mar; 14 resgates; 92 práticas inadequadas de esporte; três crianças perdidas; 194 objetos (lixos) retirados do mar; 678 informações; 684 orientações sobre animais na praia; e dois atendimentos a pessoas com necessidades especiais.


Além disso, a Guarda Municipal e a Polícia Militar precisam agir para dispersar aglomerações em espaços públicos. Em um dos episódios, assim que pediram para desligar as caixinhas de som, os jovens começaram a lançar garrafas de vidro contra os guardas e os policiais. A partir desse momento, foi preciso utilizar bombas de efeito moral e outros equipamentos menos letais para acabar com a aglomeração.

Na madrugada do dia 14, havia cerca de 500 pessoas em uma área da Praia Central. No dia seguinte, esse número reduziu pela metade e já sem caixa de som. Na última noite de carnaval, não houve mais aglomeração. Uma pessoa foi detida. As ações contaram com 20 guardas municipais e 13 viaturas.


Já nos estabelecimentos comerciais que desrespeitaram os decretos do Estado e município, a prefeitura notificou, multou e gerou um relatório que será encaminhado para o Ministério Público do Espírito Santo para as providências cabíveis, podendo, inclusive, os proprietários desses estabelecimentos responderem a processos judiciais.

Compartilhe!

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios